@Raincoat


Hoje a tarde me distrai por alguns minutos. Começou a chover. Eu sentei na varanda e fiquei observando, como uma boba mesmo. Observei cada lugar diferente em que os pingos caíam. Era uma chuva calminha, mas eu percebi que ela estava aumentando aos poucos. Quando não tinha mais espaços para os pingos se dispersarem, as poças iam se formando e a grama encharcando. E eu ali parada, vendo o quanto pode ser comparada com as “tempestades” da nossa vida.

Aquelas “tempestades” do dia-a-dia sabe ? Aquelas que por ás vezes não darmos a devida importância, nos perdemos novamente e cometemos os mesmo erros, porque nos esquecemos de aprender com elas. Talvez também porque nos acovardamos ao ver que ela começou pequena, mas rapidamente tomou uma enorme proporção. Ou, até mesmo, aquelas tempestades que não vemos de que direção chegou e que vem mesmo para parar nossa caminhada.

Mas o estranho é que qualquer que seja a tempestade, de qualquer lado que ela vier e de qualquer modo, não podemos parar diante dela e precisamos desenvolver nossa fé para que isso não aconteça. E sabe o que é que a desenvolve ? É... a tempestade.

Aquela que o mesmo que permitiu que começasse pode faze-la cessar.

Twitter @babileao_7 | Formspring @BabiLeao123 | Facebook

5 comentários:

Caio Coletti disse...

Adorei, adorei, adorei!
Primeiro, que uma das coisas que eu mais gosto de fazer é ficar observando a chuva, dá uma sensação de relaxamento e reflexão sem igual.
Segundo, que é muito válida sua metáfora, de fato são nossas tempestades diárias que nos levam a uma força maior.

Obrigado pela inspiração, Babi!
Beijo! :D

Giovanna Pereira disse...

que teexto liindoo amiiga *-*
saudadee :/

bii guuimarãaes disse...

Gostei & estou seguindo, beijãO

Rute Vieira disse...

aah, não tem coisa melhor do que tirar lições das coisas que acontecem na natureza! também gosto de fazer isso, de ficar comparando.
belíssimo texto, babi *-*
beijo,
Rute Vieira.

Adrieli disse...

Babi, lindo texto!
Não tem coisa que mais adore fazer, ver a chuva, é sempre tão lindo.
Tava precisando de um texto desses, mesmo. Brigada Babi!
Beijos, Adrieli.

 
Copyright © Babi Leão